Ir para o Maneta

General Louis Henri LoisonO que significa e qual a origem da expressão: “ir para o maneta“? Esta expressão portuguesa é utilizada, por exemplo, quando algo se estraga e fica sem possibilidade de reparação, ou quando alguém morre. Um exemplo em concreto: se eu deixar cair meu telemóvel e ele se estragar e não puder ser reparado, posso dizer que meu telemóvel foi para o maneta.

Como surgiu então a expressão “ir para o maneta”? Para responder a essa pergunta, temos que recuar ao tempo das invasões francesas em Portugal.

No iníco do séc. XIX, as tropas francesas invadiram o território português, e assim surgiu um general francês chamado Louis Henri Loison. Este general anteriormente tinha perdido o braço esquerdo, o que lhe valeu a alcunha de “o Maneta”.

O general Louis Loison era conhecido por ser um homem bastante cruel, e autor de torturas e mortes a quem se lhe opunha. Não é de estranhar que lhe tenham sido atribuídos os “títulos” de Manhoso, Mau e Maneta. Assim, este general francês era conhecido por estes três “emes” (M).

Portanto, “ir para o maneta” é sinal que algo se estragou permanentemente. Essa expressão ainda hoje é utilizada em Portugal, apesar de muitos não conhecerem a sua origem.

Share Button
Ir para o Maneta
3 (60%) 2 votes
Bookmark the permalink.

Comments are closed.