Coreia do Norte – Curiosidades

Coreia do Norte - Brasão de armasA Coreia do Norte (nome oficial: República Popular Democrática da Coreia) é um dos países mais fechados do mundo, e por isso mesmo suscita muita curiosidade e controvérsia. A Coreia do Norte ocupa a região norte da Península da Coreia, no Leste da Ásia, fazendo fronteira com a Coreia do Sul, China e Rússia.

A República Popular Democrática da Coreia tem cerca de 25 milhões de habitantes. O idioma oficial deste país é o coreano. A moeda é o won norte-coreano.

A capital da Coreia do Norte é Pyongyang com mais de 3 milhões de habitantes, sendo esta também a maior cidade do país. Este país possui outras grandes cidades, porém bem menos populosas que Pyongyang, como é o caso de Hamhung, Chongjin, Nampho, Wonsan, Sinuiju, entre outras.

De 1910 a 1945, a Península da Coreia esteve sob o domínio do Japão. Em 1945, com a derrota dos japoneses no final da Segunda Guerra Mundial, a Coreia ficou dividida em duas regiões: a região norte da Coreia ficou sob o domínio da União Soviética, enquanto que a região sul ficou sob o domínio dos Estados Unidos da América.

Supostamente esta era para ser uma situação provisória, mas as superpotências que então controlavam a Península da Coreia apoiavam governos diferentes, tendo isso posteriormente levado a uma divisão da Coreia e assim ao surgimento da Coreia do Norte e da Coreia do Sul.

A Coreia do Norte é atualmente uma ditadura controlada pelo Partido dos Trabalhadores da Coreia. O primeiro líder da Coreia do Norte foi Kim Il-sung, tendo liderado o país desde 1948 até 1994. Atualmente Kim Il-sung é considerado como o “Presidente Eterno”, mesmo já tendo morrido. O seu filho Kim Jong-il liderou o país entre 1994 até 2011. Desde 2011 até à atualidade, a Coreia do Norte é liderada por Kim Jong-un, filho de Kim Jong-il.

O governo deste país declara seguir a ideologia juche, desenvolvida por Kim Il-sung, primeiro líder do país. Atualmente é considerada por muitos como um governo de ditadura estalinista.

Diversas organizações defensoras dos direitos humanos têm denunciado a Coreia do Norte como um dos países do mundo com pior registo. Neste país existem muitas restrições a nível de liberdade dos seus cidadãos, e têm sido denunciada a existência de campos de concentração onde pessoas vivem em condições desumanas, e onde ocorrem torturas e execuções.

Apesar de teoricamente existir liberdade em termos de religião, pois tal consta na constituição da Coreia do Norte, muitos são os relatos de perseguição religiosa neste país. A Open Doors (Missão Portas Abertas) publicou um ranking há alguns anos atrás, onde colocava a Coreia do Norte no topo de uma lista dos países com mais forte perseguição aos cristãos.

Uma outra questão que se tem levantado é a possibilidade da reunificação da Coreia, porém existem diversos obstáculos e dificuldades para a concretização dessa ideia. A Coreia do Norte e a Coreia do Sul, antes um só país, hoje dois países muito diferentes que almejam uma reunificação.

Coreia do Norte

Bandeira da Coreia do Norte

Share Button
Classifique este post
Bookmark the permalink.

Comments are closed.