Bolha das tulipas

Bolha das tulipasA bolha das tulipas foi a primeira bolha financeira da História. Foi um episódio curioso, por vezes chamado de tulipomania, na sociedade holandesa do séc. XVII. A especulação em volta do valor dos bulbos das tulipas chegou a valores altíssimos, tendo levado a uma bolha especulativa com consequências graves para a sociedade de então.

A tulipa foi introduzida na Holanda no séc. XVI, e não demorou muito tempo para que a beleza desta flor despertasse a atenção de muita gente.

Com o passar do tempo a procura pelos bulbos de tulipas foi crescendo muito, e assim o valor destes bulbos também foi aumentando. No séc. XVII os bulbos das tulipas eram negociados, comprados e vendidos como forma de obter dinheiro, tal como acontece nos mercados financeiros nos dias de hoje. Nessa altura, as tulipas eram artigos de luxo e até era sinal de status social.

Especuladores tentavam ganhar dinheiro ao perceber que o valor das tulipas não parava de subir. Alguns passaram a negociar contratos em vez de negociar diretamente os bulbos. Para além disso, nessa altura era possível a uma pessoa pedir um empréstimo para comprar bulbos das tulipas, para logo depois vendê-los mais caros, pagando de seguida a dívida referente ao empréstimo,  e assim ficava com o restante lucro obtido.

Existiam diferentes tipos de tulipas, umas bem mais caras que outras. A tulipa mais cara era a Semper Augustus, que era um tipo raro desta flor. A Semper Augustus caracterizava-se por possuir listras brancas que contrastavam com a cor do seu pigmento. Muito rara e muito apreciada. Existiam bulbos de tulipas que eram vendidos a um preço equivalente a uma casa em Amesterdão!

Em 1636 deu-se o auge dessa especulação financeira. Os preços dos bulbos das tulipas cresciam a um ritmo vertiginoso! Porém, tal crescimento era insustentável e impossível de continuar indefinidamente, e assim um grave problema estava para surgir.

Em 1637, devido a diversos fatores, houve uma perda de confiança por parte dos especuladores e repentinamente deu-se uma quebra enorme no valor dos bulbos. Instalou-se o pânico entre os especuladores e a bolsa de valores estourou. Surgiram também casos de fraudes que agravaram a situação.

Naquela época, as pessoas que tinham apostado grandes quantias de dinheiro ficaram sem praticamente nada (ou mesmo nada). O impacto foi tal que a economia iria demorar anos para voltar à normalidade.

Infelizmente ao longo da História foram ocorrendo diversas bolhas financeiras, com graves danos para muita gente. Na nossa História recente temos casos que o confirmam. A bolha das tulipas holandesas são assim um exemplo dos perigos que podem estar por detrás das promessas dos mercados financeiros.

Semper Augustus

Aquarela do séc. XVII da tulipa Sempre Augustus.

Share Button
Classifique este post
Bookmark the permalink.

Comments are closed.